sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Quando eu fui chão para lágrimaterrizagem

de tanta risada
a hiena ganhou vício
de lacrimealeijar.
porque um dia
exercitei-me de raiz,
compus-me de lamas.
a hiena passante,
desconhecendo.
e, quando parante, irrisonha.
(mas: para testemunhá-la
há que ser existido anedoticamente.)
enraizado para espreitações
- sub-hienado -
vitimizei-me de suas goticulares esferas,
íris desfalecendo humidades.
na provação, soube-me:
de tanto risar tanto
a hiena lacrimealeja é sementes.
sementes para flores salinas.

Ondjaki

Sem comentários: