sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Cansaços


não é o vento que me cansa
baloiçando
o verde louro da savana
mas o tempo…
o tempo espreguiçando
sem pressas
a louca eternidade
assobiando macerados
e dolentes cansaços.

Namibiano Ferreira

Sem comentários: