sexta-feira, 29 de junho de 2012

Pergunta


para meu pai

tu
que lá em Benguela
tinhas saudades do minho
expressas
em todos os teus olhares saudosos
em todas as conversas

tu
que sempre recordavas lá tão longe
a tua terra distante
o teu portugal de menino

porque
meu pai
me negas o direito simples
de amar a minha terra
a minha angola
porque me negas todos os dias
a todas a horas
o direito sagrado
de ter saudades da minha terra
de olhar com os olhos embaciados
mas contentes
de escrever longas cartas inconsequentes
de ter longas conversas melancólicas
sobre a minha terra desflorada
a minha angola adiada?

serei poeta também
adiado como a minha terra
eu negarei pai e mãe
pela minha terra
três vezes como pedro
o apóstolo
negou cristo
três vezes antes do galo cantar
no raiar da madrugada.

Ernesto Lara Filho