quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Miradoiro

ver a rua passar
em jeitos de avenida
é um anacronismo

gosto de deambular
saltitante das ruas
arrastadas nos pés dos passantes

agitar de mãos e pés
da multidão anónima
acotovelando-se abstracta

não há raiva no movimento
em cada estranho uma indiferença
um amigo em cada esquina

Ruy Burity da Silva

Sem comentários: