segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Realização

não desfrises os cabelos
não pintes os lábios
dança o makopo
passos de samba
escuta o ngoma
requebro kaviula.

olhem espantados a tua gargalhada
natural e limpa
admirem a tua beleza natural e limpa

tua beleza gritando a noite que desperta

levanta-te e caminha altiva
igual à igualdade livre dos povos

e canta
canta no coro das vozes roucas caladas séculos

não concedas ao mito
ao modelo
ao exótico.

importa apenas a mensagem
que espelhas no olhar
cumpri-la e projectá-la
despertar inexploradas energias.

...e ao entardecer futuro
um breve gesto de amor
na linguagem realizada
dos teus dedos-áfrica.

Costa Andrade