sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Amada

amada
minha amada

na madrugada
de teu olhar
desponta
devagar devagarinho
a aurora
de um dia
inda por chegar

amada
minha amada
não feches os olhos

Arlindo Barbeitos

Sem comentários: