quarta-feira, 23 de março de 2011

Os fabricantes de palavras

tinham óculos, casacos, firmes gestos:
fabricavam palavras.
em seu jogar, eram gentis, honestos:
fabricavam palavras.
fingiam sonhos altos ao falar:
fabricavam palavras.
cúpido ardia um brilho em seu olhar:
fabricavam palavras.
propunham, eloquentes, seus perfis:
fabricavam palavras.
seus dedos se estendiam, preensis:
fabricavam palavras
em ária transformavam o alheio pranto:
fabricavam palavras.
mas um tremor os percorria enquanto
fabricavam palavras.

Mário António

Sem comentários: