quarta-feira, 16 de março de 2011

Boogie-Woogie

canta, calloway
geme os teus sons roucos
que se vão estrangular no vácuo
da vida

canta, armstrong
grita em músicas alegres
tuas finais de choro.

canta, robeson
tua música ambígua
triste, alegre, triste.

saxofones,
clarinetes de harlem

áfrica
multidões, cantai!
contai a vossa história
em audazes ritmos
de antifonias soluçantes.

cantai
mostrai-me os fragmentos
de corações quebrados
nas síncopes musicais
captadas
das florestas do congo.

cantai
vossos ritmos
respirados ao luar
quentes como a luz sensual
das fogueiras
tristes como o vosso drama.

entoai
vossas orgias de sentimento
história duma raça.

ó mágicos do som,
contai a nossa história.

Agostinho Neto

Sem comentários: