quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Nos novos tempos

o sol se abre o sol se rasga sobre nossas cabeças
os novos tempos
nosso no clima

missangas de posse
(cerejam)
rios
as conversas
voz dos ossos

as palavras maduras
sangue tremulando

no monte das montanhas
nos tala-mungongo dos pungo andongo
no cume
da
alegria
os tempos renovados

Jorge Macedo

Sem comentários: