segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Canção

no contrato do café
o negro vai… aiué! aiué…

deixa sua lavra e sua ukãyi…
leva onbirikiti. leva ongueva…
aiué! aiué! aiué!

o chimbinete ueia
e carrega o negro que vai no café…
aiué! aiué! aiué!

“meu epya não chora!
não chora meu ukãyi!
quando negro dikatiuka
chicalé! chicalé!

Amélia Veiga

Sem comentários: