domingo, 16 de maio de 2010


O poeta António Cardoso

Sem comentários: