quarta-feira, 14 de abril de 2010

Bandeira branca

java, Bornéu, Coreia, indochina,
não há mares que nos separem…
na ponta das vossas lanças há um grito!

e esse grito
floresce nos nossos olhos,
baila no nosso peito
e como bandeira branca
palpita nas nossas mãos…

java, Bornéu, Coreia, Indochina,
a que distância estais vós?
tão perto
que uma linguagem nos basta:
a de uma bandeira branca…

Lília da Fonseca

Sem comentários: